Redesign de grandes marcas e a conexão digital

De março de 2020 até o momento, estamos vivendo uma das maiores mudanças entre os últimos anos. Afinal, como falar do novo sem mencionar a alteração na vida de todos? Há quem diga que até se impressiona quando assiste filmes e vê os atores sem máscara.

A pandemia chegou de repente, causando uma preocupação enorme, gerando um distanciamento presencial e, na mesma proporção, uma grande aproximação digital, e tivemos que nos adaptar do dia para a noite.

Entretanto, ainda que não seja o caso dessa situação, existem mudanças que são propositalmente criadas, muitas vezes anunciadas de ótimas maneiras, para não pegar ninguém de surpresa e tentar causar a melhor impressão possível.

São os chamados redesigns! E 2021, sem dúvida, está sendo o ano de vários. Unidos ao digital, as mudanças ganharam excelente visibilidade e, provavelmente, conseguiram atingir seus objetivos.

Raphael Abreu, chefe global de design da Restaurant Brands International, sintetiza perfeitamente bem a razão pela qual várias marcas buscaram realizar essa mudança e foram potencializadas pelo digital: “Hoje, as marcas usam o espaço digital como playground e uma identidade fotogênica e amigável para o digital é necessária mais do que nunca. Em 1999, isso não era uma preocupação, estávamos usando nossos telefones Nokia para jogar o jogo da cobrinha, é isso!”.

Além de ser o responsável por fornecer essa explicação completamente didática, que facilita muito o entendimento dos propósitos por trás dessa ação e a razão pela qual o digital é um excelente aliado nessas execuções, Abreu é um dos grandes responsáveis pelo redesign do Burger King.

Ficou no passado a rede de fast food que era reconhecida por uma coroa. Em 2021, a marca trouxe como novidades uma fonte com formato de seus próprios hambúrgueres, uma nova paleta de cores, uniformes e embalagens.
Todas essas criações são um conjunto de ativos fotográficos e aspectos que foram produzidos visando especialmente as plataformas digitais.

Entretanto, ainda que o meio digital tenha sido um dos maiores fatores para o redesign acontecer, o Burger King também está passando por grandes alterações através da remoção de conservantes, sabores e cores de seus alimentos. Juntando isso ao investimento em tecnologia, o redesign foi mais do que necessário para apresentar a nova identidade.

Também no meio alimentício, o Mc Donald’s, Pringles e Habib’s repaginaram suas identidades. O primeiro e o segundo optaram pelo foco em ilustrações mais minimalistas, já o terceiro teve como objetivo a criação de uma imagem mais descontraída e amigável.

Enquanto o Mc Donald’s e o Pringles realizaram a apresentação do redesign exclusivamente aliados ao digital, o Habib’s fez uso também de uma campanha de marketing chamada “Passo o ponto”, que estava presente em seus estabelecimentos físicos através de uma faixa e correspondia tanto aos seus novos gráficos quanto ao lançamento de um APP para troca de pontos, conquistados através de compras.

Seja para realizar um evento online, como a Kia Motors, ou para facilitar a apresentação do redesign, o digital certamente foi peça chave para realização e/ou aprimoração de todas essas ações.

Resta alguma dúvida de o mundo digital cresce cada dia mais? Como já frisamos, 2021 está sendo o ano de muitos redesigns e a Massi fará parte da lista! Por enquanto, podemos adiantar que acontecerá uma transformação completa de nossa identidade.

Estão preparados? Vamos juntos!